Abraçando a arte no MAR

O Museu de Arte do Rio é composto por dois prédios de estilos arquitetônicos totalmente diferentes: o diversificado Palacete Dom João VI e uma construção que originalmente funcionou como terminal rodoviário. O espaço nos aproxima da arte de tal forma que nos faz sentir abraçado.
O passeio começa no terraço, com uma vista deslumbrante para a zona portuária, sem dúvidas minha parte preferido do museu. Em seguida, o visitante percorre os quatro andares do Palacete, que abrigam exposições temporárias e obras do acervo permanente – documentos, aquarelas de Santiago Calatrava e uma escultura de Aleijadinho. O museu, localizado na Praça Mauá, fica abeto de terça a domingo, das 10h  às 17h, e tem o ingresso no valor de R$20 reais, sendo que às terças a entrada é gratuita.
Vale destacar que o museu foi premiado com o título de melhor construção de 2013, ano da sua inauguração, na categoria museu, pelo voto popular, do maior prêmio internacional de arquitetura do mundo, o Architizer A+ Awards. O MAR concorreu com os museus Heydar Aliyev Center (Azerbaijão), New Rijksmuseum (Holanda), Zhujiajiao Museum of Humanities & Arts (China) e com o Danish Maritime Museum (Dinamarca).

Itaúnas: entre as dunas e o mar

A pequena vila litorânea, quase na divisa com a Bahia, ficou famosa por sua diversidade. O turista pode tomar banho de rio, de mar, e, ainda, completar o pacote dançando um forró pé-de-serra .

dunas

A cidade nos presenteia com praias maravilhosas, águas mornas e suaves , dunas empolgantes, além de uma ótima comida focada mais em frutos do mar.

Para chegar em Itaúnas, basta pegar um ônibus que sai de Conceição da Barra. A viagem demora cerca de 1 hora, você irá saltar no centro da cidade. A partir daí fica tudo muito fácil, tudo estará muito próximo. Caminhando você logo irá encontrar os bares e restaurantes, tocando um animado forró. Andando mais um pouco você entrará no caminho em direção as Dunas, que pode ser feito por trilha ou pela estrada. Fiz os dois percursos, mas é claro que por trilha é mto mais emocionante. A trilha Tamandaré é bem curta, completamente envolvida por galhos e folhas que dão um belo  visual a caminhada.

trilha-de-tamandare

Além da trilha, da visita as dunas e dos mergulhos no mar, também conheci o rio, mas de uma forma mais inusitada: andando de caiaque. Para quem quiser saber mais sobre esse passeio clique aqui.

Itaúnas é aquele tipo de lugar que dá saudade, que dá vontade de ficar mais. A simplicidade da cidade envolvida por toda essa natureza traz magia ao passeio.

Stand up paddle em Nikity city

O que é ?
– Stand up paddle, ou SUP, é um esporte aquático, variante do surf, no qual o praticante fica em pé numa prancha e usa um remo para se mover através da água.

Para tudo (ou quase tudo) nessa vida existe uma primeira vez. Então, finalmente, chegou a minha primeira vez no SUP.
img_20160221_125943

Estava um pouco apreensivo, não me dou muito bem com esportes aquáticos, porém a vontade de praticar era maior que qualquer receio. Escolhi o menor percurso, que durava 30 minutos. Antes de começar estava achando que seria pouco tempo, mas depois de praticar, percebi que pra uma primeira vez é mais do que suficiente, mesmo tendo adorado fazer, o corpo ainda não estava preparado pra ficar por muito tempo remando.

O instrutor do local me deu algumas orientações: indicou começar de joelhos e depois tentar subir na prancha, e foi exatamente o que fiz. De joelhos é bem tranquilo, entretanto não se compara a sensação de ficar de pé.  Depois de cair a primeira vez, perdi o receio, e segui o outro conselho que me deram, de olhar para um ponto fixo no horizonte, em vez de ficar olhando para baixo.

É um ótimo esporte para quem quer relaxar e passar um tempo no mar. Espero fazer mais vezes para ter mais dicas para quem quer começar. No momento… tenho que praticar muito mais.
img-20160221-wa0015