Brotas Hostel: o poder de um sonho

O 1º hostel de Brotas une conforto, comprometimento, cuidado e muito carinho.

É o local com o melhor custo-benefício da cidade e conta com: amplo espaço para relaxamento, piscina, 4 dormitórios, sendo 1 feminino, 1 duplo e 2 mistos, uma cozinha comunitária equipada, uma sala de televisão com tv a cabo, redes para descanso e leitura, churrasqueira, fogão a lenha e forno de pizza. Ou seja, ele conta com “coisa que não acaba mais”.

Foto:Divulgação

Em busca de descortinar o que tinha por trás daquele lugar de clima alegre e sossegado, conversei um pouco com a Gabi, idealizadora do Brotas Hostel. Na conversa, descobri a sua coragem e determinação em buscar os seus sonhos, além de uma grande demonstração do poder feminino.

Achei interessantíssimo o fato de uma mulher, em um país nitidamente machista, resolver sair de casa sozinha em busca dos seu sonhos, que, pelo o que eu entendi, era achar um lugar em que pudesse se sentir em casa.

Então, por trás deste hostel, que conta com inúmeras qualidades, existe ainda um “plus a mais”, que é a força de uma pessoa claramente determinada cuidando para que tudo saia de acordo com a necessidade dos seus hóspedes.

Nem preciso dizer porque indico esse lugar, né? Acho que depois desse resumo que fiz, basta você pegar as malas e partir pra lá!

Quando o Arraial d’Ajuda Hostel salvou meu dia…

Utilizo esse espaço do blog para dar algumas dicas de hostel’s que me impressionaram de alguma forma. O Arraial d’Ajuda Hostel tem diversas qualidades: fica muito bem localizado, próximo das praias e da famosa Rua Mucugê, tem um ótimo custo-benefício, paguei R$55,00 na diária com café da manhã na época (baixa temporada), mas o que mais me chamou atenção nele, diferentemente da maioria dos outros lugares que fico, foi sua infraestrutura.

Foto: Divulgação

Mas você deve estar se perguntando: – Por que a infraestrutura foi tão importante assim, ainda mais para alguém que gosta de “mochilar”? O ideal não seria se focar mais no custo-benefício?

Creio que sim. O determinante para as minhas escolhas sempre é achar um lugar maneiro e barato (coisa que esse também é), mas nesse caso a lógica ficou um pouco diferente devido a um caso peculiar.

Se você acompanha o meu blog, deve ter lido em outro post, sobre um dia no meu mochilão pela Bahia, que choveu, correto? Então, foi nesse dia que eu passei a admirar ainda mais este hostel. Aquele dia só foi salvo por duas coisas: Primeiramente pelos outros hóspedes que estavam lá comigo, e segundo, por tudo que o local oferecia.

Arraial d’Ajuda é um lugar que vive em prol do Sol, não existem muitas opções com chuva. Então, se não fosse aquela piscina, aquela “sinuquinha” e aquela galera legal que estava por lá, meu dia teria sido ou de muito tédio ou dormindo profundamente.

Foto: Divulgação

Graças a isso que lhes contei, meu dia foi muito divertido, como todos os outros dias na Bahia. Por isso, tive que vir aqui retribuir a força e deixar essa dica para vocês. Se um dia tiver por Arraial vai lá pelo menos dar uma olhadinha pra vê se também chama a sua atenção, pois como já falei, a infraestrutura me salvou, mas o lugar tem diversas outras qualidades.