Amy – The girl behind the name

O documentário “Amy – The girl behind the name” (A garota por trás do nome) tem um enredo impactante, pois tem como fonte uma história incrível. O filme é dirigido por Asif Kapadia, cineasta responsável pelo premiado “Senna”, que conta a história do ex-piloto de Fórmula 1 e ídolo brasileiro Ayrton Senna. O filme foi lançado em 2015 e ganhou o Oscar de melhor documentário.
amy_winehouse-4O filme mostra a história de Amy Winehouse “contada por suas próprias palavras”. Vencedora de seis Grammys, a britânica despontou para a fama mundial em 2006, com o álbum “Back to Black”. No decorrer da curta carreira, se envolveu com drogas. Em 2011, aos 27 anos, morreu vítima de uso excessivo de álcool. Considerada a precursora da Nova Invasão Britânica, Amy Winehouse é referida pelos especialistas como a responsável por desencadear a revolução na música soul dos anos 2000.

Crítica positiva
Uma história que tem Amy como protagonista já tem grandes chances de ser interessante. Quando essa história ainda conta com uma boa direção fica fantástica.

The theory of everything

O filme, baseado na biografia de Stephen Hawking, conta como o jovem astrofísico fez descobertas importantes sobre o tempo. No longa também é retratado o seu romance com Jane Wide e a descoberta de uma doença motora degenerativa quando tinha apenas 21 anos.
94036ef1-794c-4f46-91f3-ee22e1d61879É um filme de drama romântico biográfico, dirigido por James Marsh e escrito por Anthony McCarten. O filme foi inspirado na obra “Travelling to Infinity: My Life with Stephen” de Jane Wilde Hawking. No livro, Jane descreve seu relacionamento com o físico teórico Stephen Hawking e o desafio com a doença do neurônio motor.

O longa é protagonizado por Eddie Redmayne e Felicity Jones, além de Charlie Cox, Emily Watson, Simon McBurney e David Thewlis em papeis coadjuvantes. Teve sua estreia mundial no Festival Internacional de Cinema de Toronto de 2014 e foi lançado nos cinemas em 7 de novembro de 2014.

Crítica Positiva
O Oscar mais merecido no ano de 2015. Uma atuação impecável. Eddie Redmayne mostra de vez toda a sua qualidade e, finalmente, desponta para o cenário mundial.

Concussion

O filme, baseado em fatos reais, que no Brasil é conhecido como “Um Homem entre Gigantes”, foi escrito e dirigido por Peter Landesman e estrelado por Will Smith. O drama narra a história do Dr. Bennet Omalu, um patologista nigeriano que lutou contra a National Football League.
poster-concussionA história do neuropatologista contra a NFL nos faz lembra a história de Davi contra Golias, devido as dimensões do acontecimento. Dr. Omalu é um imigrante americano que fez a primeira descoberta do CTE , um trauma cerebral relacionada com o futebol, e lutou para que a verdade fosse conhecida. A busca de Omalu o coloca em choque com uma das instituições mais poderosas do mundo. A NFL  usa diversos tipos de medidas para refutar as pesquisas sobre danos cerebrais sofridos pelos jogadores profissionais de futebol americano.

O filme, que também é estrelado por Alec Baldwin, Gugu Mbatha-Raw e Albert Brooks.

Crítica positiva
O filme marca o retorno de Will Smith a filmes de alto nível mundial.

Crítica negativa
As produtoras poderiam ter colocado este filme em mais salas de cinema. Uma história real tão desafiadora deveria ter sido prestigiada por mais telespectadores brasileiros.

Dead Poets Society

Em 1959, na Welton Academy, uma tradicional escola preparatória, um ex-aluno (Robin Williams) se torna o novo professor de literatura, mas logo seus métodos de incentivar os alunos a pensarem por si mesmos cria um choque com a ortodoxa direção do colégio, principalmente quando ele fala aos seus alunos sobre a “Sociedade dos Poetas Mortos”.
essa1Com o seu talento e sabedoria, Keating inspira os seus alunos a perseguir as suas paixões individuais e tornar as suas vidas extraordinárias. O filme explica que em certa altura da vida, as pessoas, em especial os jovens, devem opor-se, contestar, gritar e sobretudo ser “livres pensadores”, e não deixar que ninguém condicione à sua maneira de pensar, mas, o filme mostra também, que esses mesmos jovens devem usar sempre o bom-senso.

O longa gira ao redor dessa mensagem: Carpe diem (aproveite o dia). Pense nas suas aulas como momentos que não voltarão e se esforce ao máximo para fazer de cada encontro com os seus alunos inesquecível. Lembre-se de que você está construindo o futuro de cada estudante que entra na sala de aula.

Aproveite o filme para pensar sobre tudo e não esqueça de aproveitar a vida ao máximo.

Crítica positiva
Além de mais uma ótima atuação de Robin Williams, o mais interessante do filme é a mensagem que ele passa. Mostra aos jovens as possibilidades da vida e aos pais, desses jovens, que eles devem ter um pouco mais de parceria no dia a dia.

Crítica negativa
Em certos momentos achei o filme um pouco cansativo. Ele demora um pouco pra fechar certos raciocínios da trama.

Still Alice

Para sempre Alice é um filme de drama, baseado no romance homônimo, de Lisa Genova, dirigido e escrito por Wash Westmoreland e Richard Glatzer.
o-julianne-moore-still-alice-facebook

O drama conta a história da dra. Alice Howland (Julianne Moore), uma renomada professora de linguística que, aos poucos, começa a esquecer de certas palavras e se perder pelas ruas de Manhattan. Ela é diagnosticada com um tipo raro de Alzheimer. A doença coloca a renomada doutora em uma prova de força, onde sua família é um ponto fundamental de ajuda.

Enquanto a relação de Alice com o marido, John (Alec Baldwinse), se fragiliza, ela e a filha caçula, Lydia (Kristen Stewart), se aproximam.

A atriz protagonista do filme ganhou praticamente todos os prêmios em que concorreu, inclusive ao Oscar de melhor atriz. O longa retrata e documenta de forma clara a evolução médica de um complicado quadro clínico.

Crítica positiva
A performance brilhante da atriz Julianne Moore. Atuação com viradas incríveis.

Crítica negativa
Para quem leu o livro, existe a falta de algumas características da história. O livro é mais completo.