Bravus Race, uma história de superação

Neste final de ano, resolvi encarar a segunda etapa Speed da Bravus Race no Rio, evento que se tornou popular pelo grande esforço necessário para concluí-lo. As provas da Bravus têm como inspiração os treinamentos militares e desafiam os competidores a testarem seus limites, o condicionamento físico e, ainda, superarem obstáculos com técnica e muita força. Resumindo, é um evento pesado para qualquer ser humano normal, imagina então se a poucos meses da corrida você estiver doente, preocupante, né? Vou te contar como foi minha experiência.

Tudo foi programado com muita antecedência, mas nunca imaginaria que a 2 meses do evento eu estaria doente e sem previsão de melhora. Graças a Deus me recuperei a tempo e consegui malhar por duas semanas para ganhar um mínimo de peso e condicionamento físico. Foram 5km de corrida com 15 obstáculos diversificados.

Tomei choque de 1000 volts, afundei numa bacia d’água congelada, escalei, escorreguei tentando subir uma rampa de skate, carreguei muito peso nas costas, entre outras mil coisas. E mesmo chegando desgastado, no final a recompensa foi gigantesca. Foram 58 minutos de muito esforço e superação.

Não poderia deixar de concluir este texto, falando que existem coisas que só tem graça se tivermos um grande amigo ao lado. Este é um daqueles eventos que te leva aos seus limites, mas também te dá a oportunidade de ajudar, apoiar e vencer com seus parceiros. Na Bravus, certamente passei por diversos obstáculos porque tinha um grande amigo me incentivando por perto, dizendo: – vai lá, você consegue!

Um irmão é um amigo que Deus lhe deu, um amigo é um irmão que seu coração escolheu.

Corrida e caminhada contra o câncer de mama 2016

Na manhã do último domingo (22/05/16), me aventurei em mais uma corrida. Dessa vez corri 5 quilômetros em 29min45seg. Para quem não está acostumado a correr, até que não fui tão mal.

O dia estava belíssimo. Centenas de cariocas tomaram as pistas do Aterro do Flamengo numa iniciativa para conscientizar a sociedade sobre a luta contra o câncer de mama. Realizado desde 1999, o tradicional circuito já passou por 12 cidades, percorrendo cerca de 270 quilômetros, e mobilizou mais de 130 mil pessoas.

A doença é o segundo tipo de câncer mais frequente no mundo e corresponde a 22% dos casos novos a cada ano.

 

Corrida do Sesc (Niterói/RJ)

O Desafio Sesc de Corrida e Caminhada foi disputado em Niterói, no dia 06 de dezembro de 2015, com largada em frente ao Museu de Arte Contemporânea e trajeto pela orla até a estação das Barcas de Charitas.dsc_0360Os cinco primeiros colocados no masculino e no feminino receberam troféus, e todos os participantes ganharam medalhas. Eu estou entre esses participantes que só ganharam medalha de participação, fiz o percurso em 52 minutos, para quem não está acostumado a correr até que não fui tão mal né!? rs

Os participantes percorreram a orla passando pela Avenida Almirante Benjamim Sodré, Avenida Engenheiro Martins Romeu, Avenida Jornalista Alberto Francisco Torres, Estrada Leopoldo Froes, Avenida Quintino Bocaiúva, Avenida Silvio Picanço até cruzarem a linha de chegada próxima à estação das barcas, totalizando 7km de percurso. O formato da prova permitiu que todos participem.

Foi uma experiência muito maneira participar da minha primeira grande corrida, espero ter novas oportunidades e melhorar a minha capacidade física, pois tenho que admitir “fiquei meio morto” (rs).