Descobrindo Porto Alegre

De todas as cidades do Sul que visitei, Porto Alegre é a menos turística. Claro que ela também merece ser visitada, pois apresenta diversas características enriquecedoras (assim como todo o Brasil), mas não é aquele lugar preparado pra receber o turista, tendo eventos e informações claras.

Procurei seguir o roteiro do dia a dia gaúcho. Percebi que está implícito nos cidadãos, pelo menos onde eu estava, uma motivação muito maior em sair a noite para barzinhos, do que caminhar durante o dia. Também observei o grande amor por seus clubes, tanto que uma das maiores festas envolvendo futebol que já vi foi a comemoração dos gremistas pelo título da libertadores. Bom… observei muitas coisas, não dá para falar tudo, mas para uma metrópole brasileira, onde a violência também já começou a tomar conta, até que a alegria está bem presente.

Casa de Cultura Mario Quintana

Quando estive por lá, passei por:

 Passeio de barco pelo Rio Guaíba
O passeio leva às ilhas próximas a Porto Alegre, passando por uma vila de pescadores, e a sua duração, que é cerca de uma hora, fica mais irresistível quando ganha as cores do pôr do sol. Os horários são variados e há saídas do Cais do Porto (Av. Mauá, 1050 – Centro) e da Usina do Gasômetro (Av. Pres. João Goulart, 551 – Centro).

Parque da Redenção / Farroupilha
O parque mais tradicional, tombado em 1997 como Patrimônio Histórico e Cultural da cidade, tem monumentos, palmeiras, pedalinhos, minizoo e orquidário espalhados por 38 000 m² de área verde, entre os bairros Bom Fim e Cidade Baixa.
Av. João Pessoa, s/n

Brique da Redenção – Passeio no Caminho dos Antiquários
No trecho que liga a Praça Daltro Filho à Praça Marquesa de Sevigné, compreendendo espaços das ruas Marechal Floriano Peixoto, Demétrio Ribeiro, Coronel Genuíno e Fernando Machado, há várias lojas com acervos incríveis. Aos sábados, ainda acontece uma Feira de Antiguidades na Rua Marechal Floriano, entre a Fernando Machado e a Demétrio Ribeiro.
Parque Farroupilha – Av. José Bonifácio, s/n – Farroupilha, Porto Alegre – RS, 90010-150

Passeio pela Gonçalo de Carvalho
Situada em meio a um grande túnel verde, a Gonçalo de Carvalho foi eleita a rua mais bonita do mundo. Apesar de não estar mais como era quando ganhou o prêmio, a rua continua merecendo visitação.
Rua Gonçalo de Carvalho

Mercado Público
Bem inferior ao de São Paulo, o Mercado fica no Largo Glenio Peres. Bom para almoçar.
Praça 15 de Novembro

Passeios na Usina do Gasômetro
Era um dos centros culturais mais importantes do Estado, hoje está meio abandonado. Sem dúvidas existem diversos outro espaços culturais bem melhores pela cidade.
Horário de funcionamento: de terça a sexta, das 9h até 21h; Sábado e domingo das 10h até 21h
Av. Presidente João Goulart, 551

Casa de Cultura Mario Quintana
É um dos centros culturais mais completos da América Latina. Fiquei impressionado com a sua estrutura. A forma de passear pelos espaços é bem impressionante e fotográfica.
Horário de funcionamento De terças a sextas-feiras: 9h às 21h / Sábados, domingos e feriados: 12h às 21h
Rua dos Andradas, 736

Parcão / Moinhos de Vento
Cercado por vias movimentadas, é um verdadeiro oásis no meio do bairro Moinhos de Vento. Um lago e muito verde dão o clima de sossego ao lugar, que nos fins de semana se torna point de piqueniques entre amigos. Nos fins de tarde, crianças brincam no parquinho infantil artesanal, repleto de brinquedos de madeira.
Sempre aberto
R. Comendador Caminha, s/n

Parque Moinhos de Vento

Museu de Ciências e Tecnologia da PUC
Um verdadeiro parque temático que estimula a curiosidade científica e os sentidos de adultos e crianças. São três andares de interatividade em mais de 800 experimentos científicos e tecnológicos. Interagir, mexer, experimentar, tocar, ouvir, sentir é a palavra de ordem no MTC, onde uma bicicleta simula a geração de energia; no Giroscópio Humano, a falta de gravidade é total; e nos 30 aquários marinhos, a sensação é de estar dentro do oceano.
De terça a sexta-feira: das 9h às 17h / Sábado e domingo: das 10h às 18h / Segunda-feira: fechado
Inteira: R$30 | Meia-entrada: R$ 15
Avenida Ipiranga, 6681 (Campus da PUC)

Café no museu Iberê Camargo
Depois de visitar as mostras do museu Iberê Camargo, um dos principais da Capital, vale terminar a tarde assistindo ao  sempre belo pôr-do-sol do Guaíba.
Endereço: Av. Padre Cacique, 2000
Nas quartas, quintas e sextas está aberto, mas tem que ser realizado agendamento prévio de grupos de no mínimo 20 pessoas

Jardim Botânico
Ótimo espaço para quem adora estar em contato com a natureza.
Valor: R$ 5
O Jardim Botânico é aberto à visitação de terça a domingo, das 8h às 17h.
O Centro de Visitantes atende ao público de terças a sextas-feiras das 8h às 17h.
R. Dr. Salvador França, 1427

Jardim Botânico

A cidade que foi destacada em 2010 pela ONU como a Metrópole nº 1 em qualidade de vida do Brasil, hoje em dia já não é mais tão brilhante, entretanto, é notável a vontade dos gaúchos em levar a vida de uma forma mais leve.

No meu campo tem Canela

Localizada na Serra Gaúcha, Canela é sinônimo de sossego e possui uma estrutura singular. São diversos parques e espaços públicos lotados de araucárias e outros tipos de vegetação. É uma cidade muito florida.

Infelizmente não passei tanto tempo por lá, mas deu para fazer bastante coisa e perceber que, quando comparada a sua maior concorrente turística Gramado (localizada apenas a sete quilômetros de distância), é uma cidade mais calma e econômica. Como vocês poderão ver no roteiro abaixo, rodei bastante e tentei conhecer ao máximo, de acordo com o tempo que tinha.

Catedral de Pedra

Existem diversas formas de chegar na cidade, se estiver indo direto do Aeroporto, é só pegar o ônibus da Citral. Caso esteja indo de Gramado, apesar de ter a possibilidade de utilizar transporte público, eu indico ir de uber. O preço não sai caro e você consegue chegar em todos os espaços com extrema facilidade.

Apesar de ser super aconchegante, não achei que Canela têm tanta coisa para fazer, quando estive por lá passei por:

Parque do Caracol
Um complexo de 25 hectares que abrange um lindo espaço verde.
Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 8h30 às 17h30.
Ingressos: R$ 10 (adultos) e R$ 5 (crianças e idosos).
Telefone: (54) 3282-3035
Endereço: RS- 466, km 1

Alpen Park
Parque de diversão animado que oferece atrações como montanhas-russas, tirolesas e quadriciclos.
Tel: (54) 3282-9752
Site:
www.alpenpark.com.br
Endereço: Rodovia Arnaldo Oppitz, 901

Catedral de pedra
Foi eleita uma das sete maravilhas do Brasil em 2010, pelo portal de noticias Terra. Após a eleição, ela ganhou um sistema de iluminação externa. A noite quando as luzes são acessas, a Catedral de Pedra é iluminada com show de luzes coloridas, uma vista deslumbrante para os moradores e turistas de Canela.
Horário de funcionamento: Consulte através do telefone de contato
Entrada: gratuita
Telefone: (54) 3282.1132
Endereço: Praça da Matriz, 53 – Centro – Canela

Parque da Serra / Bondinho Aéreo
Teleféricos coloridos com vistas de áreas selvagens e da famosa Cascata do Caracol.
Tel: (54) 992059810 / (54) 992061225
http://www.parquesdaserra.com.br/index.php/home
Horário: 09h às 16h
Ingresso: R$42
Endereço: Estrada da Ferradura, 699

Bondinho aéreo

Dentro do meu mini-mochilão pelo Sul, passei apenas 1 dia por lá, é um lugar lindo! A origem do seu nome vem de uma árvore, e em troca, Canela nos dá uma aula de preservação natural.

Todo dia é Natal em Gramado

Como já dizia Hamilton Wright Mabie, bendita seja a data que une a todo mundo numa conspiração de amor. Ele estava se referindo ao Natal. Foi exatamente por esse motivo que resolvi mudar a minha organização e, pela primeira vez, ir viajar para um lugar na alta temporada, mesmo sabendo que iria gastar mais do que de costume. A magia do Natal Luz merece essa exceção!

Claro que não fui apenas para ver a iluminação da cidade (vale frisar que é extraordinária), mas também para consumir toda a riqueza turística que esse município, símbolo de segurança e organização, oferece.

Pórtico

O primeiro passo do percurso foi ir do Aeroporto de Porto Alegre para Gramado. Já adianto que é bem fácil, basta caminhar até o final do aeroporto e encontrará um guichê da empresa Citral. Para maiores informações e dúvidas pode acessar esse link.

Chegando na cidade, existem algumas programações possíveis de serem feitas. Irei destacar para vocês todas que fiz, menos as relacionadas ao Natal Luz, pois elas mudam todo ano, então é mais indicado dar uma olhada na época. Ah, o preço que paguei em certas atrações também devem estar mais caros do que na baixa temporada.

DIA 1
Como sempre digo, o primeiro dia é aquele momento de adaptação, então não dá pra fazer tantas coisas, mas com a ajuda do Uber , consegui ganhar tempo e fazer passeios bem interessantes. Destaco também a organização prévia. Um bom planejamento é fundamental para que tudo dê certo. Não estou falando de fazer tudo calculado e esquecer de viver o momento, mas sim de se estruturar para que as coisas aconteçam da forma que você espera.

Pórtico via Nova Petrópolis
Este é o mais antigo dos dois. Foi inaugurado no dia 6 de janeiro de 1973, com inspiração no estilo bávaro. A base é constituída de pedras e o topo de madeira. Ao lado, há jardins belíssimos que também merecem sua visita.
Endereço: Av. das Hortências, Gramado – RS, 95670-000

Mini Mundo
Parque em miniatura, tendo como destaque uma espetacular maquete. É um lugar ótimo para passeios em família. A criançada adora.
Valor: R$36
Horário de funcionamento: Diariamente, das 9h15 às 17h
Telefone: (54) 3286-4055
Endereço: Rua Horácio Cardoso, 291

Lago Negro
Um lago artificial situado no Bairro Planalto. Aberto diariamente, oferece passeio de pedalinhos, bar, restaurante e loja de conveniências.
Horário de funcionamento: Diariamente, das 8h30 às 19h
Endereço: Rua A. J. Renner, em frente a Associação Cultural Gramado e a Alameda do Artesanato

Rua Coberta
A charmosa galeria coberta de vidro e trepadeiras, reúne bares, cafés, bistrôs e lojas de roupas. Talvez seja o ponto mais movimentado do centro da cidade. O Natal luz nesse local é encantador.
Endereço: A “rua” fica na Avenida Borges de Medeiros.

DIA 2
O segundo dia, como já é de costume, estava mais esperto e preparado para o que tinha planejado. Esse dia não tem tanta coisa descrita abaixo, pois grande parte dele foi passeando em Canela, lugar que também irei descrever futuramente em um post. Aguarde, irei detalhar tudo direitinho.

Snowland
É o parque de neve mais famoso do Brasil. Possui 16 mil metros quadrados, sendo 8,1 mil m² dedicados à experiência com a neve. Era o passeio mais esperado e, apesar de ser menor do que imaginava, superou minhas expectativas.
Valor: R$170
Horário de funcionamento: Segundas a quintas-feiras das 9h às 18h, sextas, sábados e feriados das 9h às 20h, e domingos das 9h às 19h
Telefone: (54) 3295-6000
Endereço: ERS-235, 9009

Snowland

DIA 3
Este dia foi totalmente dedicado ao Tour no Maria Fumaça. Embaixo detalho a programação, e vocês vão entender porque não dá para fazer outra coisa no dia. Saí do hostel às 7h30 e só voltei às 22h.

Tour Maria fumaça
O passeio de Maria Fumaça acontece no Tour Uva e Vinho. A agência escolhida busca você no hotel pela manhã e te conduz durante todo o passeio. Durante o percurso, pelo menos no que eu fiz, estava incluso degustação de vinhos, queijos e espumantes, além da visitação a duas vinícolas, a queijaria Fetina de Formaio, a Tramontina, a malharia, ao labirinto verde em Nova Petrópolis e a Praça das Flores. Além de tudo isso, também está incluso o ingresso para o parque temático Epopéia Italiana.

Durante o passeio no Maria Fumaça acontecem apresentações com músicas e danças italianas.

Maria Fumaça

DIA 4
Este foi o dia mais complicado de achar passeios, pois o tempo não estava tão firme. Acabei tendo uma grata surpresa com o Parque das Lavandas, e uma decepção gigante com o Museu Super Carros, escolhi nem detalhar informações sobre ele, de tão caro e chato que foi.

Le Jardin – Parque de Lavandas
Parque super bem cuidado, com muitas espécies de lavanda (obviamente) e uma estufa. Um passeio gratuito, com uma proposta muito original.
Horário de funcionamento: De terça a domingo, das 9h30 às 17h30
Telefone: (54) 3286-4280
Endereço: ERS-115, 37700

Le Jardin

DIA 5
Entre várias opções de programação para fechar o último dia de passeio, creio que escolhi a melhor. Fechar a viagem, na cidade que tem o maior espírito natalino do país, visitando um local totalmente estruturado com a magia do Natal foi lindo demais. As cores, os brinquedos, as renas, tudo fez remeter aquela ilusão infantil da chegada do Papai Noel. É um lugar excepcional.

Aldeia do Papai Noel
Parque temático de Natal com a casa do Papai Noel, fábrica de brinquedos, neve artificial, trem e monotrilho.
Ingresso: R$35
Funcionamento: 09:00 às 17:30. Informamos que a bilheteria do parque encerra 30 minutos antes do fechamento dos portões.
Endereço: R. Bela Vista, 353 – Centro, Gramado – RS, 95670-000

Aldeia do Papai Noel

Conhecer Gramado foi uma experiência enriquecedora, criei um novo olhar sobre o Natal e também compreendi que é possível existir no Brasil uma cidade que tem segurança, organização, honestidade etc, basta as pessoas de bem começarem a batalhar e cobrar por isso, e os governantes entenderem o que significa caráter. Eu vivi um sonho que espero que se torne realidade.

A beleza de Foz do Iguaçu

A cidade de Foz do Iguaçu fica situada na região da Tríplice Fronteira, além dos brasileiros, argentinos e paraguaios, o local é visitado por gente dos mais diversos cantos do planeta. Atraídos pelas cataratas do rio Iguaçu, um conjunto de 275 quedas d’água que chegam a 90 metros, os turistas ficam encantados não somente com o visual, mas com as diversas maneiras de poder observar tudo aquilo.
10891996_324881541050456_4510338187951748366_nDentro do Parque Nacional, tombado como Patrimônio da Humanidade, as opções são os mirantes e as passarelas. Nos arredores, há passeios de barco e helicóptero, caminhadas e rafting, sempre com as cataratas como pano de fundo. Parte da reserva pertence à Argentina, é lá que fica a Garganta do Diabo, um dos saltos mais impressionantes do mundo.

Outros atrativos de Foz além das cataratas:
desktopParque das Aves tem cerca de 900 animais. São 160 espécies dos cinco continentes, divididas em cinco viveiros integrados à floresta. Voos rasantes de canários e sabiás sobre as pessoas são comuns, uma vez que é permitido entrar em alguns ambientes. Habitats naturais, como os do Pantanal e da Floresta Amazônica, foram recriados e abrigam papagaios, araras, emas, tucanos e garças, além de jacarés, serpentes e tartarugas. Em um borboletário estão abrigadas 15 espécies de borboletas. O parque fica a 500 metros do Parque Nacional do Iguaçu.

A suntuosidade do espaço ocupado pelo Templo Budista atrai adeptos de religiões diversas. São 2,5 mil metros quadrados de área repleta de jardins decorados com dezenas de estátuas de divindades. A de Buda é a maior delas, com sete metros de altura. No interior do templo, as almofadas vermelhas convidam à meditação. Já a sacada funciona como um mirante, descortinando o rio Paraná, a Ponte da Amizade, o centro de Ciudad del Este e parte de Foz do Iguaçu.

Mesquita Muçulmana SunitaOmar Ibn Al-Khattab foi construída a partir de 1981. Como são sunitas, as orações ocorrem 5 vezes ao dia, por isso, nos horários das orações, não são permitidas visitas. Como na religião católica, em que as igrejas possuem um sino, a mesquita possui um chamamento, que é feito com a própria voz humana. A religião, guiada pelo Alcorão, tem costumes diferentes daqueles com que os brasileiros estão acostumados, como o fato de homens e mulheres rezarem em espaços separados. Antes da visita guiada é preciso que todos retirem os calçados e que as mulheres cubram o cabelo com um véu que a própria mesquita oferece.
desktop1
Museu de Cera Dreamland apresenta ao público mais de 90 personalidades em tamanho real, distribuídas por 16 cenários. O passeio dura aproximadamente 1 hora. Além das personalidades, o museu se destaca também pela decoração dos ambientes. O atrativo faz parte do aclamado complexo de entretenimento Dreamland localizado em vários complexos turísticos do país.

Um novo atrativo turístico da cidade é o Vale dos Dinossauro, que leva o visitante para uma caminhada ao ar livre, com 20 dinossauros animatrônicos que possuem movimentos e sons. Um passeio divertido e educativo que mostra simulações robóticas em tamanho real de diversas espécies de dinossauros que viveram há milhões de anos atrás, com o destaque para um T-Rex com cerca de 12 metros de altura.

O passeio só fica completo com uma visita à Usina Hidrelétrica de Itaipu, com tour técnico que leva às turbinas.
dsc_0071Atrativos próximos situados nos países vizinhos
Na divisa com o lado paraguaio, pode-se ser visitada a Ciudad del Este, logo após a Ponte da Amizade, local onde pode encontrar artigos, como perfumes e bebidas, com preços em conta e que podem ser adquiridos em dólar ou real.

A Argentina é o país vizinho que abriga o cassino mais badalado da área, o Casino Iguazú, com roletas, caça-níqueis, poker, entre outros tipos de jogos. Também podemos encontrar no lado hermano, o Icebar Iguazú, um bar onde tudo é feito de gelo, copos, balcão, paredes e as esculturas que representam a fauna na região. Você poderá permanecer dentro do bar por 30 minutos e enquanto estiver lá, poderá beber à vontade os drinques preparados pelo Barman, é Open Bar.
atualizados-recentemente

 

 

Curitiba respira cultura

Em busca de fugir do grande movimento do carnaval, procurei uma cidade que tivesse “fama” de ser mais calma nessa época. Entre muitas pesquisas encontrei Curitiba, local onde o desenvolvimento cultural e sustentável é de grande destaque no país.
dsc_0609Sempre tento me organizar o melhor possível quando vou viajar, para conseguir aproveitar tudo o que o lugar me oferece. Nessa viagem agi da mesma forma. Em Curitiba esse trabalho se tornou um pouco mais fácil, já que lá existe um ônibus turístico que nos leva para aos principais pontos da cidade. Ele tem o valor de R$40 reais, e te dá direito a 4 paradas em pontos diferentes, e passa de 15 em 15 minutos.
dsc_0762Além de ter conhecido toda a cidade em dois dias, escolhi 8 pontos turísticos para dar prioridade nesse passeio de ônibus (também conhecido como jardineira). Irei descrever abaixo um pouco de cada dia que passei em Curitiba:

1º dia
Cheguei num domingo, dia em que acontece a popular feira do Largo da Ordem. Apesar de estar um pouco cansado da viagem, não podia perder essa oportunidade. Chegando na feira me surpreendi positivamente, a feira é tudo o que falam e um pouco mais. Além de ser gigantesca, ela tem ótimos preços, objetos inimagináveis e um trabalho artesanal lindíssimo.
untitled-2Passei o dia na feira, e a noite fui conhecer o famoso restaurante Madero, que também foi uma outra surpresa boa. O lugar, conhecido por ter o melhor hambúrguer do mundo (que eu comi e comprovei o fato), também tem um ambiente super agradável, estiloso, e uma sobremesa caseira deliciosa.

2º dia
O segundo dia de viagem, foi o primeiro de passeio de ônibus. Organizei tudo de acordo com os dias de funcionamento de cada espaço cultural e, apesar dos receios de acabar não conseguindo ir em tudo,  no final deu tudo certo. Como cada passeio tinha direito a quatro paradas, como falei acima, nesse dia escolhi parar no Bosque Alemão, em Santa felicidade, no Parque Barigui (que tem pertinho dele o Museu do automóvel) e na Torre panorâmica.

3º dia
Para o segundo dia de ônibus, deixamos os pontos mais famosos, que eram o Jardim Botânico, o Museu Oscar Niemeyer (que além de uma linda estrutura externa, é inacreditável como é interessante internamente também), o Ópera de Arame e o Memorial Ucraniano.

4º dia
Nesse dia já tínhamos agendado previamente o passeio de trem da Serra Verde, que dá para os turistas uma oportunidade de conhecer a cidade de um ponto de vista diferente, além de conhecer inúmeras belezas naturais. É um passeio que leva as pessoas de Curitiba para a cidade de Morretes. Apesar do passeio de trem ser bastante cansativo, por levar cerca de 3h30 para chegar, é uma experiência única ficar no trilho nas alturas.
untitled-3-01De noite ainda rolou a oportunidade de conhecer o Bar do Alemão, bar famoso por seus petiscos e bebidas. Não tinha como perder a oportunidade de beber o submarino e ainda sair com um souvenir.
dsc_07475º dia
O último dia na cidade foi mais para as organizar as malas e ir para o aeroporto. Mas ainda deu tempo de conhecer o Museu ferroviário e o Paço da Liberdade.

Além de todos os locais citados, conheci outros, não dá pra falar sobre todos, preferi dar destaque aos que parei para conhecer profundamente. E também citei muitos restaurantes e bares um pouco mais caros, porém na maioria do dia comi em restaurantes populares, que tem ótimos preços, variando de R$5 a R$10 reais. Curitiba é uma cidade boa, bonita e barata.

 

Morretes (Paraná)

Morretes é uma cidade pequena e muito quente. Existem diversas formas de chegar até o local, eu preferi ir para lá de trem, leva bastante tempo, cerca de 3h30, porém a vista é linda.
12747471_950880178326449_1950792694307159453_oA cidade possui todas as características boas de uma cidade pequena. Existem duas coisas no local que não podem deixar de serem feitas: provar o barreado e comer a famosa bala de banana. Posso dizer que fiz os dois e gostei muito.

Você deve está se perguntando o que é um barreado, certo? Vou lhe explicar. Barreado é um prato típico do litoral paranaense e tem origem portuguesa. O prato consiste em um ou mais tipos de carne bovina de segunda e magra, temperados com cebola, alho, toucinho de porco, pimenta-do-reino, louro e cominho e cozida até desmanchar. O preparo é misturado à farinha de mandioca (até receber a consistência que dá nome ao prato), e servida com arroz e banana-da-terra fatiada. O modo de servir pode ser diferente, de acordo com a região do Brasil, Portugal e Espanha. O segredo na preparação é o tempo de cozimento na panela de barro, cerca de vinte horas, o suficiente para desfiar toda a carne. Depois de cozida, as fibras da carne se soltam resultando em um caldo grosso e saboroso. Para manter o sabor da carne, é preciso vedar a panela com uma massa de farinha e água para manter o vapor dentro da panela.

Se não conseguir ir até o local, tente fazer o barreado em casa e ter um pouco da experiência de quem está em Morretes.

Antonina (Paraná)

Cidade pequena, com muitas passagens históricas, além de uma extraordinária beleza natural. Antonina possui no seu calçamento de pedras e nas suas ruínas: histórias, as quais enriquecem o seu patrimônio.
12688220_950880228326444_3250153094238662689_nO município oferece diversos atrativos turísticos. É acessado pela BR-277, pela antiga Estrada da Graciosa, por ferrovia e através do porto, que foi recentemente reativado, onde também se localiza a sede do município.

Na cidade pode ser encontrado mar, rios, morros, serra, acervo arquitetônico e cultural, saborosa gastronomia e aconchegantes pousadas. É um ponto muito procurado na época do carnaval, devido as suas peculiaridades, por exemplo, o famoso desfile que acontece na rua principal.

Um ponto que me chamou muito a minha atenção é que em diversas casinhas existe uma plaquinha com o nome de uma música. O motivo desta ação está relacionada a um sorteio, onde o vencedor ganha uma serenata com a música que está escrita na placa. É uma ideia sensacional!